Notícias

Tudo sobre a RM VALE TI
20
nov

5ª RM VALE TI bate recorde de volume de negócios

A RM VALE TI – Feira e Congresso de Tecnologia e Inovação já é o evento de referência no Vale do Paraíba para divulgação de tecnologias da informação e comunicação. Sua quinta edição, realizada de 23 a 25 de outubro de 2018, apresentou recorde de público e de prospecção de negócios, em comparação às edições anteriores. Passaram pela RM VALE TI 2.500 participantes, 40 expositores e mais de 40 palestrantes de alto nível.

“Além dos inscritos, tivemos a presença de centenas de pessoas entre gestores, empresários, estudantes, profissionais de TI e moradores da região. O número de visitantes superou totalmente nossas expectativas”, afirmou Marcelo Nunes, coordenador do APL TIC Vale e organizador da feira.

Segundo os expositores, 120 negócios devem ser fechados até a próxima feira, somando um valor estimado de R$ 25 milhões. Foram feitos 1.150 contatos e 136 parcerias foram identificadas, de acordo com os expositores.

“Trata-se de uma região que consideramos com grande potencial e pudemos nos aproximar de empresas e profissionais de lá, além de levar a nossa mensagem para os participantes”, diz Tatiane Costa, da Oracle.

Rodada de negócios

Grande novidade da 5ª RM VALE TI, uma rodada de negócios foi planejada para os dois primeiros dias do evento. Ocorreram mais de 450 reuniões previamente agendadas, com grandes empresas e prefeituras que buscaram soluções para smart cities, agronegócio, indústria e varejo.

No primeiro dia, a rodada contou com a presença de 15 prefeituras, em busca de novas soluções para o desenvolvimento de cidades inteligentes. No segundo dia, 60 empresas âncoras receberam clientes em potencial que apresentaram soluções em TIC.

Maísa Doris, executiva de expansão do Grupo Hinode, avalia a rodada como uma grande oportunidade de fazer negócios. Saiu do evento com novas reuniões agendadas em grandes instituições, como a Prefeitura de São José dos Campos, Petrobrás e Gerdau.

“Foi acima das minhas expectativas. As conversas ocorreram de forma ágil e objetiva e os 15 minutos foram o tempo ideal para apresentar a minha solução. A diferença é que, nesse tipo de evento, as grandes empresas chegam muito abertas, com um sorriso no rosto, realmente interessadas em fazer negócios”, diz Maísa.

As empresas-âncora, que vieram em busca de novos fornecedores, também avaliaram a rodada como um grande diferencial do evento. “A organização foi excelente e tivemos uma variedade boa de participantes”, afirma Clovis Cordeiro, da GMP Marcatto.

Na visão de João Wilmar de Melo, Thyssenkrupp Automata, a rodada de negócios foi o grande destaque da RM VALE TI. “Foi um dos melhores eventos de negócios de que já participei na região.”

Cidades inteligentes, agronegócio, indústria 4.0 e varejo

A 5ª RM VALE TI foi dividida em quatro segmentos que demandam intensamente soluções em TIC: cidades inteligentes, indústria 4.0, agronegócio e varejo. “É um evento voltado para quem consome tecnologia nessas quatro áreas, para quem precisa aumentar a competitividade no mercado nacional e internacional e busca novas soluções para isso acontecer”, disse Nunes.

Soluções dos quatro segmentos foram mostradas na feira, nos mais de 40 estandes de empresas. Houve também 24 startups no Startup World que apresentam suas propostas em uma área totalmente dedicada a elas. O congresso ainda apresentou programação específica a cada dia e reuniu 12 painéis e mais de 40 palestrantes.

“O evento foi positivo para a Embras, pois neste ano houve um dia voltado apenas para smart cities, em que diversos prefeitos e secretários estiveram presentes. Além de expor, tivemos a oportunidade de participar de um painel e pudemos falar um pouco mais sobre nossa solução”, conta Thais Neves, assistente de marketing da Embras.

Palestra especial da ABDI

No final do segundo dia, a RM VALE TI teve uma palestra especial com Guto Ferreira, presidente da ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial). É a primeira participação da agência no evento, mas o relacionamento com o Parque Tecnológico é antigo.

“O Brasil tem muitos parques tecnológicos, mas não necessariamente com a organização e o sucesso do Parque Tecnológico São José dos Campos. Planejamento é fundamental, com a atuação clara dos clusters”, avaliou Ferreira.

Na palestra, o presidente da ABDI apresentou as políticas de incentivo para o desenvolvimento da indústria 4.0 e de tecnologias que usam internet das coisas. “A ABDI é a única agência de inteligência do governo para o setor de serviços”, lembrou.