Notícias

Tudo sobre a RM VALE TI
2
out

Aprecesp realiza encontro temático na RM VALE TI

A Aprecesp (Associação das Prefeituras das Cidades Estância do Estado de São Paulo) vai realizar sua reunião de trabalho no primeiro dia da 5ª RM VALE TI. A entidade é responsável pelo painel Destinos Turísticos na Era da Conectividade, em que será abordado o conceito de turismo inteligente.

Especialistas do setor vão para mostrar como o uso de tecnologias e inovações permite uma experiência turística positiva do usuário, desde a escolha por um determinado destino até o tempo e a qualidade da permanência na cidade e a interação com o receptivo e a comunidade local.

“Alguns municípios trabalham para serem reestruturados como cidades inteligentes, focando no uso integrado de tecnologias da informação e comunicação, para o bem-estar coletivo da população urbana, com destaque para melhorias  em comunicação, mobilidade, transporte, saúde, segurança, tratamento dos resíduos, entre outros”, diz Marco Aurélio Gomes, prefeito de Itanhaém e presidente da Aprecesp. “É certo que desenvolvimento tecnológico causa transformações, adaptações e resulta na criação de novas oportunidades, inclusive no turismo”, acrescenta.

Saiba mais sobre os painéis de cidades inteligentes do Congresso de Tecnologia e Inovação da RM VALE TI

Turismo inteligente

O conceito de cidades inteligentes funciona como ponto de partida para os chamados destinos turísticos inteligentes, que surgem a partir de iniciativas criadas para melhorar as experiências dos turistas com o uso de tecnologias. Dessa forma, o local se torna mais competitivo e inovador do ponto de vista do turismo.

“É por este motivo que a Aprecesp escolheu este tema tão discutido atualmente para um de seus encontros temáticos, que será realizado na RM VALE TI. Esperamos que não só as 70 estâncias turísticas paulistas mas todos os municípios turísticos apresentem-se como destinos inovadores, destinos que garantam o desenvolvimento sustentável do território e facilitem a interação do visitante com o entorno, melhorando sua experiência no destino e principalmente a qualidade de vida da população local”, afirma Gomes.

O painel faz parte da programação de encontros temáticos realizados pela Aprecesp ao longo de 2018. Trata-se de uma série de reuniões que envolvem as 70 cidades associadas com o objetivo de debater e buscar novas ideias aos desafios de cada uma das estâncias paulistas.

Turismo inteligente ainda é um tema novo, que apresenta diversos desafios aos municípios, na visão de Marco Aurélio Gomes. “Acredito que os gargalos ainda estejam na falta de conhecimento sobre a relevância do assunto e na aquisição de investimentos tanto por parte do poder público quanto da iniciativa privada”, analisa.

Para Gomes, é preciso, ainda, conscientização dos gestores públicos sobre a relevância do setor de turismo para a economia e para a geração de empregos e de renda.

O turismo foi responsável pela injeção de US$ 163 bilhões no Brasil em 2017, o equivalente a 7,9% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro no ano. O valor absoluto é 7% maior que o obtido em 2016, de US$ 152,2 bilhões. Os dados fazem parte do estudo econômico elaborado pela Oxford Economic para Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), principal consultoria independente do setor no mundo. De acordo com a entidade, a contribuição do turismo para o PIB nacional deve registrar crescimento de 2,5% em 2018 e chegar a 8,2% em 2028.