Notícias

Tudo sobre a RM VALE TI
27
set

Conheça alguns expositores da 5ª RM VALE TI

Com mais de 40 expositores, a 5ª RM Vale TI apresenta ao mercado as grandes novidades em tecnologia da informação e comunicação. Conheça algumas das soluções que estarão na feira.

Indústria 4.0: Sistema de comunicação imersivo

A Imersão Visual traz para a RM VALE TI seu sistema de comunicação imersivo. A solução é baseada em realidade virtual e pode ser usada para projetos tridimensionais complexos, que precisam ser compartilhados com profissionais que estão em diferentes localidades.

Por meio de um software, é possível converter um projeto em CAD para uma plataforma virtual. Dessa maneira, várias pessoas envolvidas no projeto podem realizar testes e ajustes. É possível analisar e validar diversas variáveis do projeto, desde amplitude e resposta à colisão até ergonomia.

“A indústria 4.0 precisa otimizar processos e um sistema de comunicação ágil é crucial para isso”, afirma Carlos Eduardo Barbosa, CEO da empresa.

Na feira, o visitante poderá testar os óculos 3D e os controles de mão do sistema., que é voltado para projetos da indústria aeronáutica, petróleo e gás, de defesa e automobilística.

Agronegócio: Simulador de colheitadeira e pulverizadora

A empresa STC Simuladores, em parceria com a Jacto, apresentam o simulador de colheitadeira na RM VALE TI. Esse tipo de equipamento pode ser usado pelo fazendeiro para treinamento das equipes, facilitando o desenvolvimento técnico do operador e reduzindo custos do mau uso do veículo. O simulador também é usado pela empresa fabricante da colheitadeira, para a apresentação da máquina em eventos e feiras.

Varejo e indústria 4.0: Coletor de dados vestível

A Proxion demonstrará as aplicações e vantagens de seu coletor vestível. Trata-se de um computador portátil, que pode ser usado no pulso ou braço e foi desenvolvido para levar a computação móvel ao chão de fábrica e a centros de operações logísticas. É uma solução que atende a demandas das áreas de varejo, manufatura avançada e transporte.

Pode ser usado para gerenciamento de almoxarifados, estaleiros e inventários, descargas, auditorias e alterações de preços, comunicações internas, monitoramento de peças, reabastecimento.

“Pesquisas em campo comprovaram o ganho mínimo de 15% na força de trabalho se comparado com o uso de coletores de dados convencionais. Também apresenta 39% menos erros do que os computadores vestíveis convencionais com acionamento somente por voz”, explica Leandro de Souza Neto, diretor da Proxion.